Os dirigentes do Santa Cruz, um dos mais antigos clubes de futmesa do Brasil, e o jovem Olinda Futmesa, um dos clubes que mais cresce em Pernambuco, celebraram acordo técnico na modalidade 1t disco liso.

O Olinda que já tem parceria com o Arena para utilização de sua sede para a 12t, agora, vai poder treinar seus atletas no Santa Cruz para a regra mais antiga no Brasil: a brasileira.

"Para o Olinda é muito importante é essa parceria. Consolida o nosso crescimento e o objetivo do clube de servir ao futmesa. E buscamos o Santa Cruz por ter uma das melhores estruturas do estado e ser a melhor equipe de 1t de Pernambuco", explicou o dirigente do Tubarão alvinegro, Pablo.

Do lado Tricolor, é a demonstração cabal de que, com união e criatividade, parcerias em prol do desporto podem ser desenvolvidas. " O Santa Cruz é um clube que, de essência, pensa o desenvolvimento dos desportos. E estamos retomando isso após as reformas na nossa sede. O clube é um dos que mais trabalham para divulgar e difundir as modalidades e o fato de atrair novos atletas para a regra 1t demonstra bem o objetivo do clube", explicou o diretor Coral, Sergio Travassos.

Sobre a participação dos atletas olindenses no Pernambucano 2018, Pablo foi enfático ao afirmar que esse é o objetivo final. E, segundo Travassos, os botonistas em treinamento poderão jogar as competições internas do Santa Cruz na 1t, mas que a intenção é a regra ter mais uma equipe, portanto, os botonistas jogariam o estadual pelo próprio clube, não envergando a camisa do tricampeão Pernambucano. "Buscamos pensar o melhor para o futmesa, então, o melhor é buscarmos novos adeptos para a modalidade 1t e novos clubes também", sentenciou Travassos. 

A parceria ainda prevê que ações para promover o futmesa em escolas e eventos feitas pelo Santa Cruz também contarão com o apoio de atletas do Olinda, fortalecendo o esforço para tornar o futmesa forte entre a garotada.

Os dirigentes dos dois clubes iniciaram conversações há três semanas e o casamento foi rápido. Nessa quarta, 1 de novembro, a parceria técnica teve início. Dois botonistas do Olinda debutaram nas mesas de 1t Coral, sob a batuta do campeão pernambucano de 2016, Marcelo Pitanga, que avaliou os dois " alunos", Pablo e Renato, como potenciais botonistas da regra nacional.

Após as primeiras palhetadas com Pitanga, que focou nos fundamentos básicos da regra, os tubarões foram à mesa em jogos didáticos com Márcio e Travassos, onde receberam instruções gerais de como se jogar e , principalmente, pensar o jogo.

Ao menos, uma vez por semana, os tubarões receberão instruções no Santa Cruz. Pablo, do Olinda, e Travassos, do Santa Cruz, celebram acordo de parceria em prol do futmesa