AMERICA FC É CAMPEÃO BRASILEIRO INTERCLUBES 2017 - DADINHO

A competição nacional foi realizada no último fim de semana entre os dias 28 e 29 de Janeiro no salão nobre do Tijuca Tênis Clube. Foi um fim de semana de muita disputa, muitos gols e muita festa. No local figuraram os 27 maiores clubes da modalidade de diversos locais do país: Rio de Janeiro  (sede), Minas Gerais, São Paulo,  Brasília e Santa Catarina. Ao todo participaram 32 equipes, pois 5 clubes dividiram seu plantel em dois, casos de Vasco, Flamengo, Fluminense, Clube dos 500 e America. O sistema de jogo da competição foi o 4x4 (tiro curto), onde 4 jogadores enfrentam aleatoriamente 4 jogadores da equipe adversária em apenas uma única rodada, a vitória dá um ponto para a equipe, o empate anula o resultado e a derrota garante um ponto para a equipe adversária. O modelo da competição se manteve como vem ocorrendo em edições anteriores, com 3 fases: uma seletiva (1a fase) onde as equipes foram dispostas em 4 grupos com 8 e se enfrentaram em turno único, as 4 melhores classificaram - se para ouro intermediária e as 4 últimas para a bronze intermediária. Na segunda fase (classificatória) novamente as equipes foram dispostas em 4 grupos, porém dois pertenciam a ouro intermediária que formariam a ouro final e prata final e dois grupos pertenciam a bronze intermediária que formariam a bronze e série extra; novamente os 4 primeiros de cada grupo da ouro formariam a ouro final e os 4 últimos a prata final, como no caso da ouro intermediária, já na bronze intermediária os 4 primeiros permaneceriam na bronze e os 4 últimos formariam a série extra. A primeira fase e quase toda a segunda fase foi disputada no sábado, 28 e o restante da segunda e a fase final foi disputada no domingo. Quem se deu bem nisso tudo foi o America FC, que depois de longos 8 anos faturou o bicampeonato nacional, mesmo depois de amargurar o vice - campeonato por 2 anos consecutivos (2015 e 2016 - Flamengo e Tijuca).

No primeiro dia durante a fase inicial o que se viu foi um Fluminense com sua equipe principal arrasador, dando sinais que o título poderia ir para as Laranjeiras, passou de fase de forma invicta. Já o atual campeão Tijuca TC, sentiu o peso da defesa do título e suou bastante para passar de fase. River,  America e Flamengo não sentiram dificuldade para avançar a ouro intermediária. Destaque para as equipes do Lumiar e Aliados que em sua primeira participação em competições por equipes avançaram para a ouro intermediária, a única equipe de fora do estado do Rio de Janeiro que garantiu vaga na elite intermediária foi a AABB de Brasília. São Carlos de Minas Gerais e Bonsucesso quase se classificaram, mas na última rodada perderam a vaga e avançaram para o 2° pelotão da elite intermediária.

Na segunda fase a coisa mudou de figura, com o afunilamento das equipes e a dedicação individual de cada jogador, aos poucos as equipes favoritas ao titulo foram surgindo dentro da ouro intermediária. A equipe principal do Fluminense e River não tiveram tanta facilidade que encontraram na primeira fase. O destaque foi a oscilação entre as duas equipes de CR Vasco da Gama e CR Flamengo que ora uma garantia a classificação e ora outra, com o objetivo de ambas figurarem o pelotão de elite, porém a equipe principal da Gávea não sentiu dificuldades e se classificou de forma antecipada, para a surpresa de todos a equipe b do Gigante da Colina disparou a frente e garantiu a classificação, já a principal não repetiu a dose dos companheiros e figurou o grupo da prata, diferentemente do Flamengo que colocou suas duas equipes entre as principais do país, outra grata surpresa foi a participação da única equipe de Duque de Caxias, o Clube dos 500 entre as 8 melhores equipes do Brasil. Já Lumiar e Aliados não surpreenderam na segunda fase e acabaram formando junto com Vasco e Piedade o 2° pelotão da elite nacional, mesmo assim foi um feito inimaginável, um exemplo do equilíbrio foi a derrota do até então atual campeão brasileiro, Tijuca TC para o Lumiar na fase inicial por 2x1.
Pela Bronze extra, nomes como São Carlos, equipe tradicional de Minas Gerais conseguiu se manter na série bronze, a novidade ficou por conta do Floripa de Santa Catarina, FCA também de Minas Gerais, Maria Zélia, equipe bem tradicional de São Paulo e Bola Quadrada de Brasília figuraram as equipes de fora do estado, completaram Bonsucesso e as equipes B do Clube dos 500 e America.

Quem formou o grupo da série extra foram os estreantes Niteroi/FMN do Rio de Janeiro, Guará de Brasília, Barbacena e  ila Branca de Minas, completaram a extra os clubes: Serrano/RJ, Olympic, Prainha e A.P. Futrica de Minas Gerais.

No 2° dia foi a disputa da 3ª fase, nesta fase foram montados os pelotões do campeonato nacional, ali se definiu o campeão máximo da modalidade.

Na série extra o Guará/DF se recuperou dos embates anteriores e garantiu o triunfo, o primeiro da equipe, campeão brasileiro da série extra, ou série D como muitos de seus atletas brincaram. A equipe do Serrano não conseguiu lograr êxito e ficou com o vice-campeonato, seguido da surpreendente equipe de Niteroi/FMN e da já tão tradicional A.P. Futrica. Olympic/MG, Barbacena/MG, EC Vila Branca/MG e Prainha/MG completaram a classificação.

BRASILEIRO INTERCLUBES 2017 - PÓDIO SÉRIE EXTRA

Na série bronze foi uma disputa acirrada e figurava entre Bonsucesso, líder da série por quase toda fase, São Carlos/MG que aguardava um erro da equipe carioca, Clube dos 500 B e do estreante Floripa/SC. Eles duelaram até o fim, o Bonsucesso, líder até a 5a rodada viu escapar o título com a derrota para o São Carlos na 6a rodada após perder para o mesmo por 2x0, pois seu outro adversário direto, o Clube dos 500 havia perdido o jogo contra o Floripa por 3x1, o que deixou a equipe de Santa Catarina viva na disputa. Na 6ª rodada o São Carlos assumiu a liderança, até então do Bonsucesso, pra não mais largar, pois havia apenas mais uma rodada e o título estavam nas mãos deles. Por ironia do destino, o Bonsucesso conseguiu seu feito histórico em 2016 sendo 4° colocado da série bronze através do tão aclamado "tem chute", com Alivanir Jr fazendo um gol após o apito final em cima da equipe mineira do Tupi. Em 2017 era o São Carlos, também de Minas Gerais que tinha o "tem chute", até o momento o placar da partida dava o título a equipe carioca, mas do lado mineiro tinha o consagrado atleta "Luiz Henrique Colla" e com seu chute certeiro deu o título à equipe mineira da série bronze deixando o tão amado Leão da Leopoldina, Bonsucesso, com o vice-campeonato. A equipe b do America de forma surpreendente assumiu a 3ª colocação na última rodada, assim como o Maria Zélia de São Paulo alcançou a 4ª colocação fechando o pódio da série bronze. Clube dos 500 B, Floripa/SC, Bola Quadrada/DF e FCA/MG completaram a classificação do 3° pelotão.

BRASILEIRO INTERCLUBES 2017 - PÓDIO SÉRIE BRONZE

Pela série prata uma surpresa: a equipe principal do CR Vasco da Gama figurava o pelotão e sua equipe B estava na série ouro. Para quem achou que seria fácil para o Gigante da Colina estava completamente enganado, no caminho deles havia o Piedade TC que mesmo com seus reforços não alcançou a ouro, então a série prata era o objetivo principal. As duas equipes foram se degladiando durante a fase final, sempre seguida pela forte equipe do Nova Friburgo FC, mas no fim deu um repeteco de 2016, Piedade TC campeão da série prata, Nova Friburgo FC não repetiu o feito de 2015 e ficou com o vice-campeonato, já o Gigante da Colina, Vasco da Gama, terminou em 3°, a AABB de Brasília fechou o pódio da prata. Resende, Clube dos Aliados, Lumiar e Fluminense B completaram a classificação da série.

BRASILEIRO INTERCLUBES 2017 - PÓDIO SÉRIE PRATA

Já na série ouro onde figuravam só as 8 melhores equipes nacionais na modalidade e até o presente ano, equipes do estado do Rio de Janeiro, onde o dadinho é bem forte. Ali era difícil opinar favoritos, todos eram favoritos, eram os 8 melhores. Pela tradição em títulos poderíamos pensar em algum resultado, tínhamos o atual campeão brasileiro, Tijuca TC, que havia passado para esta fase à duras penas, Flamengo tricampeão brasileiro ainda mais com duas equipes era favoritismo em dobro, River que com uma equipe em excelente nível, com o seu atleta Latino voando baixo era também franco-favorita, a equipe secundária do CR Vasco da Gama também figurava entre aspirante ao título,  além da equipe de Caxias do Clube dos 500 formavam um paredão de ouro. Mas tinha uma equipe em questão, vice campeã por duas vezes seguida e para piorar havia perdido o título para duas equipes que figuravam a série naquele momento, Flamengo em 2015 e Tijuca em 2016. Oito anos sem reconquistar um título a nível nacional, acabara de quebrar o tabu de títulos carioca em 2016 contra seu algoz, o Flamengo. Essa equipe se chama America e tem em seu brado o sangue, e sangue foi o que vimos nos olhos de seus jogadores durante essa fase final, eles tinham em mente que uma falha poderia novamente lhes custar o título, mas foi essa determinação e força de vontade que fizeram o America, carinhosamente conhecido como Mecão e 2° clube no coração de todos os cariocas, conseguir o título nacional e dessa vez de forma antecipada, na 6ª rodada o título veio, na raça, no sangue e como diz o seu hino: "hei de torcer, torcer, torcer, hei de torcer até morrer, morrer, morrer..." seus atletas torciam de fora da mesa, seu capitão César indicava a melhor tática e ao fim do apito da penúltima rodada, o grito engasgado de 8 anos...É CAMPEÃO! 

America bicampeão brasileiro interclubes modalidade dadinho, parabéns à toda equipe e suporte, pois foram essenciais para mais uma conquista desse clube tão tradicional!

O River FC ficou com o vice campeonato, seguido pelas equipes do CR Flamengo A em terceiro lugar e CR Flamengo B em quarto lugar.

Parabéns a todos os participantes que prestigiaram esse evento que ficou marcado na história da modalidade, fruto da dedicação e empenho da Confederação Brasileira de Futebol de Mesa (CBFM) em conjunto com a diretoria da Federação de Futebol de Mesa do Estado do Rio de Janeiro (FEFUMERJ), além da disponibilidade do espaço cedido pelo presidente do Tijuca Tênis Clube para sediar essa competição tão grandiosa. Ao canal do Youtube DADINHO INTERATIVO! Que mesmo com todas as dificuldades encontradas transmitiu o evento ao vivo para os amantes do esporte sempre com o intuito de promover o futmesa e elevar o patamar desse esporte tão maravilhoso.

Ano que vem tem mais...!!!

Dan Castre - Diretor de Comunicação Dadinho CBFM