Foi realizada neste fim de semana (19 e 20/11), na Divisão de Futebol de Mesa do C.R. Vasco da Gama, a II Copa Intercontinental de 12 toques e Sectorball, que começou já na noite de sexta-feira (18/11), quando a Confederação Brasileira, através de Marcelo Lages e Marcelo Coutinho, foi receber os atletas húngaros no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro.

No sábado foram realizados a final da Copa Intercontinental e o Open Internacional na modalidade 12 toques, com a organização muito elogiada por todos os participantes. Na disputa Intercontinental, vitória e título Mundial do Palmeiras sobre o Debreceni pelo placar de 40x7.

No Open Internacional o pódio ficou assim:

1º) Jefferson Genta (Palmeiras)
2º) Marcus Vinicius (Friburguense)
3º) Lucas Assumpção (America)
4º) Moacir Henze (Coronel Veiga)
5º) Bira Borges (America)
6º) Paulo Michilin (Palmeiras)
7º) Tiago Penna (Meninos)
8º) Alex Bahr (Palmeiras)

Na noite de sábado foi realizado um churrasco de confraternização entre a diretoria da CBFM, os atletas húngaros e um convidado paulista, na residência do Presidente Robson Marfa.

No domingo foi a vez do Sectorball. Pela Copa Intercontinental, vitória e Bi-Campeonato Mundial dos húngaros do Testvériség sobre o Vasco da Gama por 33x12.

Encerrando o dia, o Open Internacional teve o seguinte pódio:

1º) Kondor Gábor (Testvériség)
2º) Viktor Lukács (Testvériség)
3º) János Koczor (Testvériség)
4º) Horácio Junior (Portuguesa)
5º) Antal Magyar (Testvériség)
6º) Marcelo Lages (Vasco da Gama)
7º) Levante Kiss (Debreceni)
8º) Marcelo "Aranha" (Botucatuense)

A jornada se encerrou na segunda feira (21/11), quando na parte da tarde houve o city tour para os atletas húngaros, com direito inclusive à visita ao Cristo Redentor. À noite foi realizada a reunião da Federação Internacional que contou com Robson Marfa, Marcelo Lages e Marcelo Coutinho como representantes do Brasil e da América do Sul. Na ocasião foram confirmados o Japão como sede dos próximos Campeonatos Mundiais, tanto de países quanto de clubes, em novembro de 2018, e a entrada do Sectorball no Campeonato Sul-Americano, já a partir de 2017 em Córdoba, na Argentina.

Texto: Felipe Godinho, atleta do Bangu AC.